E o visto?

Início Fóruns Fórum geral Cabo Verde E o visto?

Este tópico contém 12 respostas, tem 4 utilizadores, com a última actualização feita por  hostile Há 12 anos.

A visualizar 13 artigos - de 1 a 13 (de um total de 13)
  • Posts
    hostile
    Participante

    Bom dia,
    vou para Cabo Verde no final de Maio. Gostava de confirmar se posso pedir o visto à chegada ao aeroporto em vez de ter de ir à Embaixada em Portugal. Já agora se alguém já teve esta experiência, se o tempo de espera no aeroporto para obter o visto é muito ou nem por isso…
    É que já ouvi dizer que até é mais barato no aeroporto. Será pelo tempo de espera a que obriga?
    Não vou perguntar mais nada sobre a ilha ou do hotel (Funaná), porque já pude ler muita informação aqui neste belissímo fórum!Agradeço desde já as respostas.

    hostile
    Participante

    Hostile bem-vindo ao fórum.

    O visto no aeroporto é mais barato vai-te custar 25€ e o tempo de espera não é certo podes ter a sorte de só esperar 5 minutos como demorar 30 minutos mas uma coisa é certa se tiveres transferes para te levar para o hotel das duas uma ou espera na fila pelo visto ou vais ter que esperar na mesma á porta do aeroporto por aqueles que estão na fila á espera do visto para irem no mesmo veiculo do transfere.

    Ricardo Pit Bull

    hostile
    Participante

    Obrigado pelas boas vindas e resposta pronta!
    Do Funaná disseram-me que não possuem transfers. Vai ter de ser mesmo de táxi… Quanto ao tempo de espera tenho de me mentalizar que tou de ferias e não tenho horários. Sem stress!
    E é isso que espero de Cabo Verde!
    Abraço!

    Anónimo

    É verdade, esperas haverá sempre algumas…pelas malas…por quem não tratou dos vistos…..

    agora começar as férias com mais uma fila para resolver um procedimento burocratico que podes resolver antes de viajar…

    hostile
    Participante

    Caro Georgelucas e já agora ao restante fórum a quem penso que isto será também importante.
    Falando com conhecimento de causa, a questão do visto tirado cá ou lá fica diluída pela razão de que à chegada ao Sal a fila é ùnica para estrangeiros. Tanto faz terem o visto emitido no país de origem ou não…. A fila é ùnica!
    E pelo preço mais vale tirar lá à chegada por 25€. Cá, é mais caro nem sei bem ao certo, para além de se ter de ir para fila na Embaixada em Belém.
    Já agora acrescento…
    Adorei as férias no Sal!
    Descanso, descanso, descanso e foi isso que fui à procura…
    O Riu Funaná cumpriu com aquilo que tinha imaginado. A comida é boa, o ambiente dentro do hotel é sem stress e de qualidade, animação para a satisfação do hóspede e o staff é cinco estrelas. A praia pareceu-me um pouco batida, mas a piscina compensava. Bom, é um local a reter para as alturas em que achar que devo ter descanso total. Nem sempre estarei para aí virado, mas é de notar.
    Para o que estava à espera foi mesmo muito bom…
    Merece uma nova visita, sem dúvida!
    Abraço!

    nelita
    Participante

    A praia é muito batida ? O que queres dizer com isso ? Há muita gente ?

    hostile
    Participante

    Batida, em relação às ondas.
    Mas não achei perigosa ou dificil a banhos. Apenas com alguma ondulação.
    Quanto a haver muita gente depende da ocupação do hotel, mas a praia é frequentada unicamente pelos hóspedes.
    A côr da àgua é um espectáculo…
    Já agora deixo a dica para ao chegarem, pedirem logo para marcar na recepção os restaurantes temáticos. Valem a pena e é sempre giro variar o sítio onde se vai jantar. Depois de os conhecer, sempre dá para repetir os que mais gostármos.
    Também há promoções semanais no spa, que geralmente estão expostas à entrada do spa. Algumas valem a pena.
    Se me for lembrando de mais coisas posto aqui, ou então perguntem!
    Abraço!

    nunokabu
    Participante

    Citação:


    Se me for lembrando de mais coisas posto aqui, ou então perguntem!
    Abraço!


    olá , vou para o Garoupa daki a 2 dias.
    E Dentro do Hotel o que recomendas mais? Pois há sempre muitos recantos por descobrir, visto qur tb o hotel ser muito grande.

    cump.

    hostile
    Participante

    Olá
    Dos restaurantes gostei especialmente do mandalay que é o asiático e do cabo verde com as especialidades de lá.
    Dentro do hotel, à noite, há espectáculos a partir das 21:30 (apanhei lá um muito bom de capoeira, com pessoal Brasileiro), cursos de mergulho e animação durante o dia todo, com desporto e jogos(no check-in do hotel eles dão o programa das animações para a semana). Às segundas há a excursão a Santa Maria, mas eu preferi andar a pé pela praia até lá(+ ou – 25 minutos). Não tem muito para ver mas é engraçado…
    À terça a disco tá fechada. Mas para aproveitar bem os dias mais vale deitar cedo!
    Os restaurantes temáticos são bons para variar, mas nos normais (espargos ou ponta preta) também se come bem.
    O resto é perguntar ao pessoal do hotel que eles são porreiros.
    Boas férias!

    Anónimo

    Das minhas duas idas a Cabo Verde (2007 e 2008), recordo o último desembarque em que de facto a fila era única, mas quem não tem visto foi chamado à parte para preencher o respectivo pedido, e posteriormente terão voltado para a fila única (neste caso para o fim…)…mas nessa altura já tinha passado a “alfandega”.

    De qualquer forma viajar sem o visto, e do que também me apercebi, como procedimento não terá nada de extraordinário e será pacífico, sendo básicamente a questão de mais um papel, e a demora adicional do seu preenchimento e pagamento no local ….

    Assim e na minha opinião e para mim que viajo com crianças pela diferença quer de dinheiro (cerca de 5€) quer evitar que ter que preencher papeis (no meu caso de 5 pessoas), faz sentido ter tudo tratado desde a partida.

    Aconselho igualmente a pedirem desde logo também o impresso de registo de entrada ainda no avião, para não estarem a preenche-lo na sala de desembarque, onde à boa maneira portuguesa estarão todos os passageiros a “desenrascar-se”. Assim na última viagem pedi ao pessoal de bordo os impressos, mas tive que insistir pois não teriam os “papeis”… mas por viajar com crianças lá apareçeram os impressos, mas foi um bocado à “socapa” e por favor “especial favor”.

    hostile
    Participante

    Bom, na minha opinião e quando lá voltar, tiro o visto à chegada.
    A questão do preenchimento “em cima do joelho” ou à “boa maneira Portuguesa”, como disse (seja lá isso o que fôr), não se coloca porque a Polícia da Alfândega preeenche o impresso para os vistos com a conferência de passaporte. Se viu fazer de maneira diferente então a coisa muda de figura por ter de se andar em duas filas. Comigo foi fila ùnica.
    Poupei pelo menos uma ida à Embaixada e respectiva fila. Se quiser ir lá buscar o visto é outra.
    O impresso de registo de entrada, pelo menos na TAP, deram-me ainda a bordo e sem ter de pedir, tal como é habitual noutros destinos. Perguntam se é Português e entregam o respectivo impresso para ir preeenchendo a bordo… Foi o ùnico papel que preenchi.
    Mas é sempre de louvar quem vai com tudo preparado na partida. Se compensa ou não, depende do critério de cada um.

    Anónimo

    No meu caso quando viajo e há necessidade de vistos, quem trata deles é a agência de viagens, evitando “idas” a embaixadas. Para mim “no stress” é não ter que me preocupar com nada….

    De qualquer forma , e tanto quanto me apercebi, e reforço, a entrada em Cabo Verde sem vistos não será nada complicada, pelo menos não reparei em “queixas” de “companheiros” de viagem e de estada.

    Agora asseguro que é dada a prioridade a quem tem a documentação toda tratada. Em todo o caso será uma questão de ficar no início da fila ou no fim, implicando apenas minutos…

    Quanto aos impressos a bordo, tenho viajado na TACV, e não têm seguido o procedimento de os distribuir a bordo, que é a prática normal, dai a “recordatória” para os pedirem, para evitar a confusão na sala de desembarque.

    Para alem desta questão que ressaltou do tópico dos “vistos”, nada tenho a apontar à TACV, antes pelo contrário, tanto que voltei a voar com eles, têm um serviço simpático sendo o catering excelente na minha experiência (algo que os portugueses muito prezam até porque temos como referencia a qualidade da comida da TAP)

    sara e marco
    Participante

    Olá a todos!
    Depois de algum tempo de ausência, voltamos a visitar este forum. Estivemos em Cabo Verde no Funana em Outubro 2006 e através do forum conseguimos as mais diversas informações.
    Adoramos as nossas férias e aquele país fantástico e por isso este ano em Outubro vamos voltar.

    Nunokabu tu que estiveste no Garoupa em Junho podes dizer-nos o que achaste do hotel? É para este que vamos agora. Creio que deve ser semelhante ao Funana…

    Abraços
    Sara e Marco

    somos nos!!!

A visualizar 13 artigos - de 1 a 13 (de um total de 13)

Tem de iniciar sessão para responder a este tópico.