“CHEIRINHO” DE CABO VERDE NO PORTO

Início Fóruns Eventos/Notícias/Novidades de Cabo Verde “CHEIRINHO” DE CABO VERDE NO PORTO

Este tópico contém 3 respostas, tem 2 utilizadores, com a última actualização feita por  guida78 Há 12 anos, 8 meses.

A visualizar 4 artigos - de 1 a 4 (de um total de 4)
  • Posts
    guida78
    Participante

    “Muita informação, muitas conversas, principalmente com os pescadores, tínhamos longas conversas no pontão, experiências de vida, tudo muito próximo, muito quente”. É assim que a fotógrafa portuguesa Mariana Figueroa define a sua estada em Cabo Verde, no ano de 2005, quando ela visitou as ilhas do Sal e da Boavista, cujas recordações ela irá partilhar com os portuenses na exposição que ela baptizou carinhosamente com uma expressão crioula, Nos recanto. “A expressão (nos recanto)”, esclarece a fotógrafa, “foi tirada de uma fotografia que eu fiz, não sei se de uma casa, ou de pequeno estabelecimento, no Sal, onde havia uma placa, mesmo à entrada”.
    A exposição Nos recanto, que será inaugurada na noite desta Sexta-Feira, 15 de Junho, no número 433 da Rua do Almada no Porto onde funciona o espaço “Maria vai com as outras” tem como objectivo “mostrar o meu olhar numa terra lindíssima, mostrar um bocadinho de Cabo Verde, só um cheirinho, vamos ter muita música ambiente, música cabo-verdiana, claro”, confessa a fotógrafa, que se declara “deslumbrada” com este país.
    Mariana Figueroa, que já realizou uma exposição na Praia, mais exactamente na Universidade Jean Piaget, durante o Projecto Cinema Pobre em Cabo Verde, em Novembro do ano passado, nasceu no Porto a 20 de Junho de 1980. Em 2001, concluiu o Bacharelato em Fotografia e, no ano seguinte, uma Licenciatura em Teatro, na Escola Superior Artística do Porto. Da sua experiência profissional contam-se vários trabalhos de fotografia de cena de filmes, peças de teatro e outros espectáculos, trabalhos de processamento de textos, edição e design e mais recentemente concepção e manipulação de fantoches e marionetas.
    Em 2003 e 2004, exerceu funções de produtora de eventos culturais no Cineclube do Porto. Participou no livro “Fotobiografia de Sério Fernandes”, editado pelo Cineclube de Avanca, em 2001. Tem fotografias editadas na revista “Pará Zero Zero”, do Cineclube Amazonas Douro – Brasil, em 2003 e 2004; e na “Águas Furtadas”, revista de Literatura, Música e Artes Visuais, em 2004. Em 2003 e 2004 orientou oficinas de cinema em formato super 8mm, no Cineclube do Porto e na AICART.

    guida78
    Participante

    Oi Guida e companheira jornalista

    obrigada pela informação que trouxeste ao fórum!
    Muito prazer!

    guida78
    Participante

    Olá Andreia.
    Estamos aí para divulgar aquilo que merece ser divulgado relativo ás ilhas da Morabeza.

    andreia crioula
    Participante

    Estamos sim!
    Um abraço de quem partilha contigo uma mesma paixão pelas terras e gentes crioulas.

A visualizar 4 artigos - de 1 a 4 (de um total de 4)

Tem de iniciar sessão para responder a este tópico.